O tempo não pára

Créditos: Google Imagens

Créditos: Google Imagens

Eu tenho um mega defeito que nasceu comigo e provavelmente vai morrer comigo… Eu sou “avoada”… Tenho uma excelente memória: faço contas de cabeça, lembro de datas e números de telefone, fórmulas matemáticas, cálculos complexos, nomes, lugares e principalmente cheiros, mas me perco com muita facilidade tanto nas minhas palavras quanto em pensamentos… É muito normal eu estar conversando com alguém sobre algum assunto e no meio do caminho começo a falar de outro que me lembrei e que por qualquer motivo tenha alguma semelhança. A questão é que a pessoa ainda está no assunto anterior e fica literalmente boiando com tudo. Eu sou assim, isso me pertence… E eu não sei de onde isso tudo surgiu… Falo nisso porque venho pensando demais no assunto… Por exemplo, no domingo passado, eu e o Ti e mais um casal de amigos muito queridos fomos no “Parcão“, que é um parque que fica atrás do Museu Oscar Nienmeyer, o “Museu do Olho” e várias pessoas se encontram neste local pra levar seus cachorros pra passear e brincar com outros cães. É como uma feira de animais com entrada free… Eu sou apaixonada por animais, principalmente cachorros. Sinto muita falta de ter um animalzinho em casa, mas isso é um assunto a parte… Voltando ao meu raciocínio anterior (viram? quase me perdi agora…) o local é mágico e por várias vezes observando tanto as pessoas quanto os animais eu me perdi em pensamentos que me fizeram viajar beeeem longe! Eu acredito em reencarnação e um dos meus pensamentos foi: Deus, que felicidade desses animais, que alegria tão espontânea, será que foram felizes assim em outras vidas? Olhei ao redor e vi alguns prédios e fiquei imaginando o que estariam aquelas pessoas fazendo… algumas comendo, outras dormindo, brigando, chorando, sorrindo, fazendo amor… “Você não acha Nin?” – “Hã, oi… desculpe, o que foi que você me perguntou mesmo?” Minha amiga havia comentado alguma coisa e eu perdida com meus pensamentos…

Eu sempre penso nisso… é só eu estar com a cabeça meio tranqüila (já aderiram a reforma ortográfica? não sei se ainda se usa o trema nessa palavra) que literalmente viajo… Fico imaginando quantas pessoas nesse mundão de meu Deus estão nascendo neste exato momento? Ou lutando pra viver num leito de hospital? Ou não teve a oportunidade de chegar a um hospital? Ou estão morrendo? Quantas pessaos estão vencendo neste momento? E quantas estão sendo derrotadas? Às vezes por coisas que são superiores a elas? Quantas estão passando fome? E quantas estão suando bicas na academia pra perder os indesejáveis quilinhos a mais? E Deus, o que estão fazendo os governantes de estado neste momento? Gastando o dinheiro público ou se reunindo em pról de alguma idéia pra sanar de vez esta crise? Quantos estão traindo suas esposas e maridos? Quantos estão dando seu primeiro beijo? Tendo sua primeira vez? Quantos tem a sorte de ser com alguém que ame? Quantas crianças perdendo sua virgindade, sendo violentadas por um estranho? Ou pior, pelo próprio pai ou irmão? Quantas pessoas levando balas perdidas sem saber nem de onde veio? Quantas pessoas neste momento estão desistindo de lutar e estão acabando com a própria vida? Todos estes pensamentos duram segundos, mas se repetem consequentemente em minha memória… Confesso que já fui bem mais preocupada com os problemas do mundo… Hoje em dia tenho pensado um pouco mais em mim, tenho tido um pouco mais de orgulho… Meu pai diz que não vou salvar o mundo com as minhas idéias, mas não sou tão egoísta ao ponto de ao menos imaginar que já que eu não posso, alguém está fazendo algo em pról da humanidade… Ou está vivendo… Não sei se o mundo vai acabar e nem quero… Não sei quanto tempo nos resta e nem quero… Só sei que o tempo está voando e não estamos conseguindo segurá-lo… Acho que a maioria das pessoas gostaria que o dia tivesse 25 horas pelo simples fato de que ele não tem mais 24 horas… É tanta correria, tanta coisa pra fazer… tanto menos pra se viver… ou mais pra se adquirir… O tempo não pára. Não pára pra mim. Não pára pra você. E não vai parar pra ninguém… E ninguém quer que páre, só quer que ande mais devagar pra curtir os momentos que essa vida tão linda e maravilhosa tem pra nos oferecer ou que temos pra oferecer pra ela. Afinal, a vida é uma dádiva que Deus nos deu, mas será que damos à nossa vida o que ela merece? Pensemos nisso!

Lembrei-me de 4 frases que levo como lição de vida, duas eu li em algum lugar, mas não lembro quem escreveu, mas deve ter sido alguém que com certeza pensava como eu:

“O dia de amanhã ninguém usou, pode ser seu.”

“O futuro chega com tanta rapidez que neste exato momento começo a achar que está logo atrás de mim.”

“Nunca faça com os outros o que você não gostaria que fizessem com você.” (Frase dita pelos meus pais all the time)

“O que importa é o que você vai fazer com o tempo que lhe é dado.” (Gandalf em O Senhor dos Anéis)

Bjs  e até a próxima.

Published in: on 05/05/2009 at 16:47  Comments (5)  
Tags: , ,

Resposta do meme verdades/mentiras

Créditos: Google Imagens

Créditos: Google Imagens

Demorei, mas vim aqui pra falar o que é verdade e o que é mentira do post anterior…

1 – Sou a pessoa mais estabanada do mundo. Vivo tropeçando nos próprios pés e volta e meia me bato por todos os lugares… Estou sempre cheia de manchas roxas pelo corpo que nem sei de onde vieram… 

Mega verdade… Sou um perigo… e muito, mas muito desastrada… É difícil um dia em que eu não me bata em algum lugar ou tropece em mim mesma…

2 – Sou maníaca-viciada-compulsiva-dependente de baunilha… Compro tudo que é de baunilha… É o maior vício da minha vida… 

A maior verdade do universo… acho que na outra encarnação devo ter sido um pé de baunilha, não é possível, inclusive quero e vou fazer uma tatoo da flor de baunilha… Sou doida pelo cheiro e pelo gosto também… Pareço um pudim ambulante…

3 – Não gosto de café, mas em compensação sou doente por Nescafé e Coca-Cola. 

Verdade… Estranho não… Mas não sou muito fã de café, até tomo e sei fazer, mas o que eu gosto mesmo é de Nescafé (não é comercial tá, é por que não sei como chamar). É só colocar uma xícara com leite por 2 minutinhos no microondas, uma colherzinha de Nescafé (ou seja lá o que for) e duas colheres de açúcar e pronto… Adorooooooooooooo… E Coca… bem… dá pra pular esta parte?

4 – Eu tenho 27 anos. 

Mentira… Eu já sou balzaquiana… tenho 30 anos…

5 – Eu não vivo sem televisão… 

Mentira das brabas… eu vivo muitíssimo bem sem TV… Pra falar a verdade, temos um aparelho em casa, mas ficamos a maior parte do tempo no computador, então a TV existe mais pra tampar um buraco na estante. Agora, é claro que a conversa muda quando se trata da TV mais algum eletro, por exemplo DVD e vídeo game… Daí a TV se transforma num item de primeira necessidade…

6 – Na minha opinião, se não existisse pagode, axé, sertanejo, funk e cia ltda o mundo seria um lugar muito melhor de se viver, pelo menos haveria menos putaria… 

Verdade… Eu abomino esses estilos musicais e sofro tanto por isso… Sim, é verdade!!! A maioria absoluta das pessoas que conheço gostam e volta e meia tenho que ouvir pra não parecer anti social, apesar de ser e muito… Não acho que eu seja obrigada a ouvir o que não gosto assim como não obrigo ninguém a gostar do que eu gosto… Eu gosto de música boa e sim eu tenho bom gosto musical… Amo rock and roll e todos os tipos de rock e suas variações… E ouço bem susse na minha casa numa altura boa que não atrapalhe ninguém… Quem gosta “disso”, enfia um fone no seu ouvido e ouça sozinho essa bosta mal cagada… Essas músicas me lembram tudo o que eu não consigo gostar… Sertanejo me lembra mato, mosquito e bichos rastejantes, além de homens com uma “paieiro” na boca, ou seja tudo que eu detesto… e pagode e cia me lembram gente suada (eca), lugares lotados (medo, pavor) e mulher pelada e feia ainda por cima, que além de não se valorizar ainda aceita que a sociedade também a trate assim, além de letras de cornos mansos e gente enrustida… Pequeno esboço de como deve ser o inferno…

7 – Eu amo carne. Minha comida preferida é churrasco. 

Mentira… Eu odeio carne… Já fui vegetariana por anos e só voltei a comer por instruções médicas… mas acho que voltei a ser novamente… Hoje mesmo estava lembrando que há dias não como nada de carne… Mas sou daquelas que come ovo e derivados de leite, bem como o próprio leite… Os chamados ovolactovegetarianos… Só sei que não gosto de bicho morto, muito menos se eu tiver que comê-lo… Ui 😦

8 – Apesar de não falar muito sobre isso, eu sou extremamente mulherzinha. Sou eu quem faz as minhas unhas e as faço toda semana. Carrego duas necessaires lotadas de cacarecos e não saio de casa sem perfume e maquiagem… 

Verdade!!!! E acho que inclusive daqui pra frente vou falar mais sobre coisas assim… Sou extremamente mulherzinha, nada que faça com que eu viva em função disso… mas tenho minha vaidade e ela é grande… Minhas unhas estão sempre feitas… Lavo meu cabelo todo dia e escovo na sequência, não saio de casa sem ao menos uma make básica… Tenho duas necessaires sim… Tenho um monte de coisas de beleza e passo perfume até pra dormir… E eu necessito disso pra ser feliz… Fato verídico…

9 – Adoraria ser mãe de um casal de gêmeos e daria a eles os nomes de Adam e Rebeca. 

Verdade… mas a não ser que façamos um tratamento, já que nem eu nem meu digníssimo temos casos de gêmeos na família… Mas a idéia do tratamento não é descartada, já que não é um desejo só meu e meu marido também quer… Quem sabe… Mas os nomes serão estes, independente de gêmeos ou não. Amo estes nomes… Adam quer dizer “o primeiro homem da terra” e Rebeca ” aquela que une” e também Rebeca era o nome da mãe de Jacó na Bíblia…

E estas são as respostas… 4, 5 e 7 são as mentiras… e ninguém acertou, snif… Acho que preciso falar mais sobre estes assuntos por aqui… 🙂

Bjs e até a próxima…

Published in: on 01/05/2009 at 22:57  Comments (1)  
Tags: , , , ,

Lágrimas

Crédito: Google Imagens

Crédito: Google Imagens

Existem pessoas que demonstram sentimentos com as mais diversas variedades de sensações… Uns riem, outros ficam calados, alguns tagarelam… Eu choro… E odeio chorar…
Sempre foi assim… Quando era criança, meus pais, quando eu fazia alguma coisa errada não me batiam, aliás eu nunca apanhei nem do meu pai e nem da minha mãe… A maior surra eram as palavras doídas que eles me falavam. … Palavras que mais pareciam facas entrando pelo meu ser… E eu chorava… Nunca precisavam falar duas vezes a mesma coisa, uma apenas bastava pra que eu nunca mais fizesse aquilo novamente. E ao contrário do que se possa imaginar eu chorava sozinha. Na casa onde eu morava tinha algumas árvores bem altas que depois foram cortadas pra que fossem feitas construções em cima delas. Eu vivia dependurada nessas árvores. Estudava de manhã, voltava pra casa que era perto do colégio, almoçava, ajudava minha mãe com alguma coisa que ela precisasse e subia nas árvores e só saía de lá quase de noitinha… E muitas vezes, eram estas árvores que serviam de travesseiro pra secar minhas lágrimas… Ninguém me via chorar… Palavras sempre foram meu ponto fraco. E elas nem precisam ser ditas, escritas já são fortes o suficiente pra acabar com meu dia… E minha forma de demonstrar o que eu sinto é chorando… Ao contrário de quando era bebê. Minha mãe sempre fala que eu era o bebê mais tranqüilo do mundo e que era muito difícil ouvir eu chorar… Em compensação com o passar dos tempos isso foi se aprimorando em mim de uma forma que hoje em dia está quase incontrolável. Não sei mentir e muito menos ser falsa… Pelo contrário, sou transparente total… Se estou triste todo mundo percebe, e o mesmo acontece se estou feliz ou mesmo doente… É uma merda ser assim… Volta e meia aparece alguém me perguntando: “tá tudo bem com você?”
Se estou triste, eu choro. Se estou com dor e ela é muito forte, normalmente eu choro… Geralmente choro vendo algum filme que me toca de alguma forma ou ouvindo alguma música que naquele momento me lembre de alguma coisa que vivi, ou às vezes nem lembro de nada e a música me faz chorar… Até quando rio demais saem lágrimas dos meus olhos… Minha glândula lacrimal é mega desenvolvida, só pode ser! Mas não pense que é aquele choro compulsivo… Não… São aquelas lágrimas que saem com dificuldade, tamanho sentimento embutido nelas… Chegam a ser pesadas, como se tivessem carregando todo o peso que elas acarretam ao sair… E são doídas… Não tem a mesma dor de quando eu era criança… mas ainda assim são doídas… Com o passar do tempo a gente vai entendendo o que é certo do que é errado (ou tenta ao menos) e os momentos difíceis de nossa vida acabam diminuindo também, por que a convivência com o mundo e com a gente mesmo traz consigo entendimento e com isso aprendizagem… Então as lágrimas tendem a diminuir… Mas e quando a vida te prega umas paradas que te deixam perdida? Meu único consolo é deixar minhas malditas lágrimas rolarem. Sim, a gente se entende… Com o passar do tempo criamos um vínculo, que funciona mais ou menos assim… enquanto eu choro, fico imaginando possibilidades, meios de sair daquela situação… Atitudes que eu poderia tomar pra facilitar as coisas… e muitas vezes este entendimento de determinada situação só é possível através de muitas e muitas lágrimas rolando pelo meu rosto… Ultimamente tenho chorado bastante… Muito mais para entender o por que de algumas coisas acontecerem na minha vida do que por estar sentindo qualquer tipo de comoção… Sentimentalismos a parte, são as lágrimas que me acompanham em todos os momentos da minha vida… E acho que de tanto ódio que eu tenho delas, com a convivência, estamos quase criando um laço de amizade, afinal de contas é nelas que me afogo pra tentar apagar da minha mente algum momento ou mesmo reviver outros… E vou vivendo… mesmo com lágrimas…

Published in: on 23/04/2009 at 16:22  Comments (4)  
Tags:

Meme da 6° foto/ Verdades e mentiras

Meu primeiro Meme, hehehe… A minha querida amiga blogueira Manu me indicou um meme muito legal. Eu sempre leio vários blogs diariamente e volta e meia tem uns memes que são muito legais, como é o caso deste.

Meme fotográfico

Regras:

Vá à pasta de fotos do seu computador;

Vá à sexta pasta de fotos e procure a sexta foto;

Coloque esta foto e escreva alguma coisa sobre;

Convide 6 amigos (as) para participarem e fazerem o mesmo. facul-0611

 Esse é o Meme mais “the number of the beast” que existe hahahahaha. Bom, a 6° pasta do meu computador chama-se facul e a 6° foto da 6° pasta é esta… Na foto eu (de aparelho nos dentes e cabelos na cor natural deles) e a Cris (minha querida Pocahontas). Se não me engano esta foto foi tirada no 3° semestre da facul, ou seja, bem no comecinho… A gente estava no intervalo em frente à Faculdade e estava mutio frio, era mega inverno… Detalhe para minha cara mega cansada e sem um pingo de maquiagem… Eu odiava usar aparelho, só ele aparecia nas fotos brilhando todo pomposo… Hahahaha… Eu ainda nem conhecia o Ti… Que coisa louca né… Gostei que tenha sido esta a foto que tinha que postar… 

Meme Verdades e mentiras 

Regras:

Devo contar 9 coisas sobre mim, sendo 6 verdades e 3 mentiras;

Repassar para 3 blogs;

Indicar, dentre estes, um blog para o desafio de descobrir quais são minhas verdades e mentiras.

 1 – Sou a pessoa mais estabanada do mundo. Vivo tropeçando nos próprios pés e volta e meia me bato por todos os lugares… Estou sempre cheia de manchas roxas pelo corpo que nem sei de onde vieram… 

2 – Sou maníaca-viciada-compulsiva-dependente de baunilha… Compro tudo que é de baunilha… É o maior vício da minha vida… 

3 – Não gosto de café, mas em compensação sou doente por Nescafé e Coca-Cola. 

4 – Eu tenho 27 anos. 

5 – Eu não vivo sem televisão… 

6 – Na minha opinião, se não existisse pagode, axé, sertanejo, funk e cia ltda o mundo seria um lugar muito melhor de se viver, pelo menos haveria menos putaria… 

7 – Eu amo carne. Minha comida preferida é churrasco. 

8 – Apesar de não falar muito sobre isso, eu sou extremamente mulherzinha. Sou eu quem faz as minhas unhas e as faço toda semana. Carrego duas necessaires lotadas de cacarecos e não saio de casa sem perfume e maquiagem… 

9 – Adoraria ser mãe de um casal de gêmeos e daria a eles os nomes de Adam e Rebeca. 

Eu acho que está muito fácil descobrir, primeiro por que eu não sei mentir e segundo por que é só dar uma olhadinha básica aqui no blog para desvendar o que é mentira e o que é verdade… Aff, acho que todo mundo já fez esse meme, mas eu indico mesmo assim para a Juliana, Luana, Sabrina e quem mais quiser fazer…

Amei fazer este Meme, me diverti bastante…

Bjs  e até a próxima…

Published in: on 20/04/2009 at 15:18  Comments (5)  
Tags: ,

Jeff Dunham – Walter para presidente

Mais um personagem do hilário Jeff DunhamWalter é um senhor dos seus 60 e poucos anos, que vive brigando com a esposa e é chato… Mas muito chato!!!! Nada está bom para ele, mas seu carisma é tamanho que ele tem até candidatura para presidente dos Estados Unidos… Humor negro é apelido… Mais um videozinho para animar o fim de semana…

Eu ando meio sumida daqui e Deus, que falta faz… Mas como eu ainda não consegui um emprego 😦 eu ando fazendo uns “bicos” por aí e procurando emprego quase diariamente, mas como está difícil… E também porque em menos de 2 meses acabam minhas aulas, e estou ficando quase doida com o meu TCC. Tudo bem que é em equipe (no meu caso, eu e duas amigas), mas mesmo assim tá muito corrido. Até porque a equipe no momento (sempre) conta comigo e com a Cris, também conhecida por Pocahontas… que aliás é uma das minhas bests e também está desempregada e por isso, a gente têm se encontrado quase que diariamente para fazer o tal do TCC (Tentativa Catastrófica de Crescimento)… Eu não sei como funciona o trabalho final de outros cursos, mas no caso de Administração, nós temos que criar uma empresa inovadora e inédita no mercado… Inventar um  produto novo, montar a empresa todinha, desde local onde será instalada, metragem, croqui (que eu fiz no Word), quadro de funcionários, capacidade de produção, tudo o que vai dentro da empresa, desde uma borrachinha até o parque de máquinas (isso tudo com valores cotados e onde foi cotado), enfim exatamente tudo que uma empresa necessita para abrir suas portas, além do que na apresentação, que será em julho, teremos que provar por A+B que o negócio é rentável… Ou seja, leva tempo, pesquisa e uma paciência que eu já não tenho certeza se ainda possuo… Tem horas que eu e a Cris paramos e nos seguramos para não chorar, tamanha pressão e fase do mal que paira sobre nossa cabecinhas… Fora que semana passada eu tive prova todos os dias, ou seja, tenho desculpas de sobra para estar ausente… Isso sem contar no stress da incansável (esquece esta maldita palavra) busca por emprego… Estou muito desanimada… e bem perdida… Fasezinha ruim e demorada pra passar… Desculpem o desabafo!

Bjs e até a próxima…

Published in: on 19/04/2009 at 16:23  Comments (5)  
Tags: , ,